Patagônia – Dias 02 e 03 da Roadtrip

Dando continuação ao artigo anterior, vamos continuar contando um pouco sobre roteiro e experiência da nossa Roadtrip pela Patagônia.

Dias 02 e 03 da Roadtrip Patagônia (19/12/2016 e 20/12/2016)

937 km de São Borja|RS até San Miguel del Monte|ARG

1.193 km de San Miguel del Monte|ARG até Puerto Madryn|ARG

Pela manhã, após o café da manhã, saímos atrás dos itens obrigatórios para se dirigir pela Argentina.

  • Cambão
  • Lençol Branco (soubemos que é mito, mas melhor levar pra evitar desconfortos)
  • Triângulo Extra

Também pedem CADENAS (Correntes para por nos pneus), mas o item só é obrigatório e necessário se for trafegar por estradas com neve. Como fomos no verão, nem nos preocupamos com isso.

Já com todos os itens comprados, abastecemos e seguimos viagem para a divisa. Ao chegar lá paramos e fomos até um escritório apenas para saber que não era necessário, então voltamos ao carro e fomos direto para a guarita onde pegaram nossa documentação e a do carro e nos deram um documento para entrar na Argentina, nos desejando boa viagem.

Seguimos pela RN14 até encontrarmos o primeiro posto. Lá paramos e compramos um mapa, uma vez que ao atravessar a divisa descobrimos que o GPS do carro não funcionaria nas terras hermanas…. deste ponto rodamos mais praticamente 400km até um posto em Federación e paramos no La Cabaña – Parrilla e Restaurante (e Hotel).

De fato, eram cerca de 15:00h e mesmo assim estavam atendendo. Escolhemos nossa comida e esperamos com fome. O local é bonito e rústico, mas com um certo cuidado meio luxuoso.

O assador cortou a carne fresca e temperou tudo na hora, depois disso buscou lenha lá fora, aumentou a temperatura da churrasqueira e da grelha e por fim, colocou nossa carne pra assar. Em suma, o resultado foi fantástico, um corte excelente de carne, bem temperado, bonito e saboroso. Pedimos salada e batatas fritas para acompanhar, mas o importante ali era com certeza a carne que serviam.

Restaurante La Cabaña.

Como foram os dias de estrada?

Basicamente este foi o único detalhe memorável dos 02 dias de viagem constantes. Como tínhamos objetivos, decidimos nem procurar algo para fazer nestes dias, tocamos o barco pra chegar logo em Torres Del Paine.

Vale lembrar que as estradas estavam maravilhosas quando fomos. Sem buracos ou problemas, fomos parados uma ou duas vezes por policiais que só pediram para conferir a documentação e nos desejaram boa sorte, o que é estranho pois vimos MILHÕES de posts falando sobre a corrupção da polícia Argentina.

Desde São Borja no Brasil e até tudo que rodamos, sempre estradas boas, mas é importante observar que a paisagem para baixo de Puerto Madryn não muda muito, e por isso é bom dormir bem, fazer paradas e se concentrar, pois pelo que observamos dormir no volante é comum para aqueles lados.

Outro fato importante é de que levamos um galão de 20 litros para diesel de emergência, mas não foi necessário. Sempre que chegávamos a meio tanque parávamos para abastecer e com isso, esticávamos as pernas, um ou dois alfajores e tudo mais. Em momento algum corremos o risco de ficar sem combustível, é só abastecer sempre que houver a oportunidade.

Os postos da YPF são abundantes nestas estradas, e quase todos eles tem uma ótima estrutura para quem está viajando. Combustível de qualidade, banheiros, conveniência e além disso é comum ter uma lanchonete também. Onde servem lanches deliciosos e por um preço bacana. Sejam hamburguesas ou milanesas al pan experimentamos alguns e eram muito bons.

Milanesa a Caballo (Almoço dia 20/12/16)

Dia 3 da Roadtrip Patagônia

Ao final do terceiro dia de viagem chegamos a Puerto Madryn por volta das 23:30 e conseguimos um quarto no Hostel La Tosca por $ 1.595,00 pesos argentinos, já com café da manhã e estacionamento. Em resumo, a habitação era um sobradinho de 2 andares com lugar para 4 pessoas e banheiro privativo.

Patagônia
Foto retirada do site www.booking.com.

Link para o Hostel La Tosca.

Compartilhe essa postagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *